terça-feira, 14 de junho de 2016

Chá comigo



Eu não via graça em chá. Meu negócio sempre foi leite morno, com chocolate em casa e com café na casa da vovó, imitando o meu avô, que amava café.

Mas quando aos 16 anos fui de intercâmbio pro sul da França....todo mundo lá amava chá! E ninguém toma uma xicrinha não, é tipo o nosso pote de sucrilhos sabe? e tipo umas 3 vezes no dia! Café da manhã, lanche e muita gente ainda toma um pouco antes de dormir.

E depois de uns meses lá, nos quais engordei bastante, resolvi adotar o hábito para emagrecer um pouco... De fato emagreci um cadim, mas muito mais que isso...passei a entender a importância da tigela de chá.

Não é só a bebida da refeição, é quentinho, o que no frio dos Alpes faz muita diferença. E as pessoas sempre oferecem fazer um chá pras outras pessoas quando vão fazer o próprio. Aí senta todo mundo na mesa/ sofá e toma o chá quentinho feito com amor.

Na casa que eu morei, as tigelinhas vinham da cozinha numa bandeja redonda. O saquinho do chá também é redondo. É um chá um pouco mais forte e no café da manhã costuma ser acompanhado de torradinhas com manteiga e biscoitinhos estilo maizena.

O chá é o carinho francês. Porque o vinho, o queijo e o pão podem ser o social, a amizade, até a festa ou a intimidade....mas o chá é o carinho.

Quando voltei continuei bebendo chá como um hábito mesmo.

E depois de 5 anos, quando fui passar o Natal da "minha" casa do sul da França, e cheguei cansada e com frio, fui direto pro banho. Quando saí, a minha tigela de chá quentinho já estava na mesa me esperando, quase adivinhando quanto tempo eu demoraria. Ali, longe da minha família no Brasil, longe dos amigos de infância, passando o Natal do outro lado do oceano, quando vi a tigela de chá e o vaporzinho saindo dela, tive a certeza que estava em casa, passando o Natal em família.


sábado, 16 de abril de 2016

Estudar


Estudar é uma das coisas mais difíceis e ao mesmo tempo mais fáceis que já fiz.

Eu amo estudar, mas também odeio estudar. Odeio ficar em casa estudando enquanto todos estão se divertindo em algum show. Mas amo saber que é fruto do meu esforço e estudo o conhecimento que construo, o emprego que tenho, a vaga que conquistei.

Odeio quando as pessoas não entendem que eu preciso estudar e repetem que "já passei", como se não pudesse sonhar mais alto...

Amo aqueles que me afirmam com carinho que posso ir mais longe, que estarão ao meu lado, que abrem seus livros na mesa em frente e me ajudam a continuar.

Para aqueles que dizem que vão dar todo o apoio.... e depois não tem paciência quando digo que estou estudando e não posso simplesmente fechar o livro na metade do parágrafo... vocês não fazem parte dessa luta, nem da sua futura vitória.

Para quem quer voltar a estudar, acredite em você. Saiba que temos, todos nós, o poder de mudar nossos destinos. Tenha força e não desista.

quinta-feira, 14 de abril de 2016